O OBJETIVO

O título deste post pode parecer parte de um contrato ou tema extremamente pragmático que depende de um sujeito ou verbo para fazer sentido.

O entendimento é mais simples do que parece, sendo o objetivo primordial o de simplesmente viver.

Crescemos e tomamos consciência de nossa própria existência no início da infância quando nos percebemos extremamente dependentes de outros seres, que na maioria das vezes, digo maioria, mas deveriam ser todas, por alguma razão indiscriminada nos amam de forma incondicional.

Chegamos a adolescência quando começamos a nos adequar a vida, e nos reconhecer como parte de algo, porém somos inundados por hormônios que modificam nossa maneira de pensar, bem como nossos interesses e motivações.

Superada está fase deveras complicada , nos vemos cheios de responsabilidades impostas ou não, que nós absorvem até a maturidade que vem com os filhos e mais obrigações.

Neste ponto precisamos vencer para provar para todos que somos capazes , e também proporcionar uma vida minimamente adequada para nossa recém constituída família, que por vezes resiste e por outras gera jovens senhores e senhoras reiniciando a mesma marcha que muito lembra um ciclo em busca de algo intangível que alguns atribuem o nome de felicidade.

Claro que existem os dissidentes que ficam fora da curva , mas no fundo , não obstante veementes negações, se frustram por não ter percorrido exatamente o caminho que criticam.

Certo também que muitos ficam pelo caminho derrubados por doenças ou violência , sendo incontáveis as razões que justificam a morte prematura.

No final , momentos antes de se fecharem as cortinas do palco da vida o que realmente importa e trás algum significado para a jornada é exatamente o com qual objetivo se viveu.

Considerando que no arcabouço final deixamos este plano exatamente da mesma forma que chegamos, não resta outra conclusão de que o objetivo é o que verdadeiramente importa.

Objetivo deve se entender como propósito, e pode ser chamado de missão, por Frank Sinatra fora nomeado a seu jeito, mas tem que ser criado pela mente objetiva, deve ser matéria de reflexão, e mais importante, como costumam dizer alguns empresários que conheço, precisa fazer sentido.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: