O MEDO

O medo pode ser definido como um sentimento negativo originado de uma construção mental acerca de algo bom ou ruim que possa acontecer num futuro próximo ou não.

Podemos definir o medo também como um instinto do ser humano que se presta a muitas utilidades, sendo uma dela o acautelamento com intuito de evitar que algo futuro não desejado ocorra.

Nota-se em ambas possíveis definições, que a similaridade reside no eventual evento futuro.

Consideramos que o efeito ocorre por uma causa, e que todas as causas existem através de construções mentais, de modo que quando impregnamos de forma predominante a mente criadora com este sentimento, estamos criando ou exatamente o objeto do que nos assombra ou na melhor das hipóteses, mais medo.

Não quero dizer com isso que devemos erradicar o medo ou lutar contra ele, todavia quando percebemos que somos criadores de nossa realidade, o medo passa a ser mais um sentimento que pode ser transmutado em coragem, que consideradas a diferenças de gral, são exatamente iguais.

Ninguém é órfão ou esta desamparado no universo, aqueles que se vão por qualquer razão da mesma forma estão amparados, sendo apenas extinto seu veículo de personificação material.

Certo, parece realmente “zen” essa conversa, mas, TENHO MEDO DE MORRER, NÃO QUERO PEGAR COVID OU OUTRA DOENÇA.

Nestas freses, quais palavras te chamaram mais atenção? Creio que foram as em negrito não é?

Pois é, quando sentimento medo, o que fica impregnado e registrado profundamente em nossa mente criadora são os objetos que causaram medo.

Sei que não é fácil lutar contra isso, uma vez que as tragédias estão cada vez mais próximas, todavia lembra-te do salmo 91:7 – ” mil poderão cair a teu lado, e dez mil a tua direita, mas tu não serás atingido”.

Imediatamente você vai pensar; O que tenho de especial que me manterá em pé diante de tantos caídos? e a resposta é simples. Você transmutou o medo em coragem e fé.

Isso não quer dizer que não vá morrer, mas certo que todos, de uma forma ou de outra vamos morrer, sendo a única diferença é que o medroso morre cada dia um pouco mais, enquanto o corajoso ascende ou muda de plano apenas uma vez.

Tenha coragem de enfrentar os desafios que se materializam a sua frente, sendo garantido que cem por cento deles foram criados por você.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: